sábado, 31 de maio de 2014

SEMEADOR DE ESTRELAS

O Semeador de Estrelas é uma estátua localizada em Kaunas, Lituânia.Durante o dia passa despercebida.
Mas, quando a noite chega, a estátua justifica seu nome...
Que possamos ver sempre além daquilo que está diante de nossos olhos, hoje e sempre.
 "Às vezes, nossa vida é colocada de cabeça para baixo,  para que possamos aprender a viver de cabeça para cima."
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

sexta-feira, 30 de maio de 2014

A HISTÓRIA DO CUCO

Cuculidae é uma família de aves cuculiformes conhecidas pelo nome vulgar de cucos.
1- O cuco é parasita de outra ave na fase de ovo e juvenil. A mãe cuco deposita o seu ovo num ninho de outra espécie, que o tratará como qualquer outro dos seus ovos. A mãe de "acolhimento" não dá pela diferença.
2 - Como o cuco tem pouco tempo de gestação nasce antes dos outros ovos e, para ganhar espaço, expulsa-os do ninho. Os pais continuam a alimentar o cuco sem darem pela diferença.
3 - Quando o cuco atinge a maturidade, é já bastante maior que os seus pais adotivos.
Assim como na parábola do joio o senhor Jesus disse: (Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. Mateus 13:25) Assim é a mágoa, o ódoio,enfim o pecado!
1- O diabo “planta” na vida da pessoa de uma forma sutil.
2 - As coisas do diabo nascem com mais facilidade! As dúvidas, por exemplo, na vida de quem não vigia nascem com mais facilidade do que a fé, e tomam o lugar dela.
3 - (“Então a cobiça uma vez concebida dá a luz ao pecado, e o pecado uma vez consumado gera a morte.” Tiago 1:15)
Qual é o cuco que está em sua vida?
E quando falamos em cuco logo nos vem à memória aqueles “relógios-cucos” despertadores tão famosos... E é exatamente assim que uma pesoa com a conciência pesada se sente, constantemente atormentada por esse “cuco do pecado”. No caso de Pedro não era nem o cuco, era um galo... (“De novo Pedro o negou, e no mesmo instante cantou o galo.”João 18:27)
Hoje a palavra é liberte-se ...se perdoe...
deixa que o pai venha lavá-lo e te dar uma nova vida...
Deus não desistiu de você e nunca desistirá...
Que Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

quinta-feira, 29 de maio de 2014

A SAMAMBAIA EO BAMBU

Certo dia, decidi dar-me por vencido. Renunciei ao meu trabalho, às minhas relações e à minha fé. Resolvi desistir até da minha vida. 
Dirigi-me ao bosque para ter uma última conversa com Deus.
“Deus”, eu disse: “O Senhor poderia me dar uma boa razão para eu não entregar os pontos?”
Sua resposta me surpreendeu: “Olhe em redor. Você está vendo a samambaia e o bambu?”
“Sim, estou vendo”, respondi.
“Pois bem, quando Eu semeei as samambaias e o bambu, cuidei deles muito bem. Não lhes deixei faltar luz e água. A samambaia cresceu rapidamente. Seu verde brilhante cobria o solo. Porém, da semente do bambu nada saía.
Apesar disso, eu não desisti do bambu. No segundo ano, a samambaia cresceu ainda mais brilhante e viçosa. E, novamente, da semente do bambu, nada apareceu.
Mas, eu não desisti do bambu. No terceiro ano, no quarto, a mesma coisa. Mas, no quinto ano, um pequeno broto saiu da terra. Aparentemente, em comparação com a samambaia, era muito pequeno, até insignificante.
Seis meses depois, o bambu cresceu mais de 50 metros de altura.
Ele ficara cinco anos afundando raízes. Aquelas raízes o tornaram forte e lhe deram o necessário para sobreviver.
A nenhuma de minhas criaturas eu faria um desafio que elas não pudessem superar.”
E, olhando bem no meu íntimo, disse: “Você sabia que durante todo esse tempo em que você vem lutando, na verdade, estava criando raízes?
Eu jamais desistiria do bambu. Nunca desistiria de ti. Não se compare com outros. O bambu foi criado com uma finalidade diferente da samambaia, mas ambos eram necessários para fazer do bosque um lugar bonito.
Seu tempo vai chegar”, disse-me Deus. “Você crescerá muito!”
“Quanto tenho de crescer?” Perguntei.
“Tão alto como o bambu?” Foi a resposta. E eu deduzi: Tão alto quanto puder!
Espero que estas palavras possam lhe ajudar a entender que Deus nunca desistirá de você.
Nunca se arrependa de um dia da sua vida.
Os bons dias lhe dão felicidade.
Os maus lhe dão experiência.
Ambos são essenciais para a vida.
A felicidade lhe faz doce.
Os problemas lhe mantêm forte.
As penas lhe mantêm humano.
As quedas lhe mantêm humilde.
O bom êxito lhe mantém brilhante.
Mas, só Deus lhe mantém caminhando.
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

OUTONO

É chegada a hora

quarta-feira, 28 de maio de 2014

HÁ DESEJOS QUE MATAM!!!


Os esquimós possuem uma tática para caçar lobos bastante interessante. Eles costumam banhar uma lâmina afiada com sangue. E, logo a seguir enterram no gelo, para congelar o sangue. Depois, tornam a banhar em mais sangue, formando assim uma segunda camada.
Feito isso, enterram a lâmina, com a parte pontiaguda à mostra.
Não demora muito e atraído pelo faro, o lobo vê o sangue, sem perceber o perigo que ali se esconde, vai e começa a lamber o sangue congelado.
Quanto mais deseja aquele sangue, mais lambe, e assim chega a segunda camada. Mas há um momento que com a língua dormente, acaba por ferir-se, e após um tempo, não sabe distinguir entre o sangue congelado e seu próprio sangue.
Com hemorragia, o pobre animal não se dá conta de que está perdendo a vida, destruído pelo seu próprio apetite.
Infelizmente, está é a tática usada com frequência por Satanás para fisgar pessoas: Ele sabe que há caminhos que ao homem parece ser bom, mas que ao final, dão em caminhos de morte.
Muitos morrem pelo próprio desejo!
Não é à toa que o autor de Provérbios diz que "maior é quem domina a si mesmo, do que quem toma uma cidade"(Provérbios 16:32)
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

terça-feira, 27 de maio de 2014

OS TRÊS CONSELHOS

Um belo dia , um rapaz saiu para se aventurar pelas terras estranhas de uma cidade , após se despedir de sua esposa só lhe pediu que fosse fiél a ele pois ele seria fiél a ela pelo tempo que fosse preciso .
Ele saiu errante sem destino , a procura de trabalho pois precisava manter sua familia .
encontrou então depois de três dias de viagem uma fazenda , onde passou a trabalhar e pediu para que o patrão lhe guardasse o dinheiro por todo tempo que ficasse ali.
Foram 20 anos e um belo dia sentindo muita saudade de casa e da esposa , pediu para o patrão lhe dar o dinheiro que ele ia voltar .O patrão então disse-lhe :
_ Olha quero lhe fazer uma proposta , eu lhe dou três conselhos ou lhe dou o dinheiro , o que vc quer ?
pois se eu lhe der o dinheiro não lhe dou os conselhos , e se lhe der os conselhos não lhe dou o dinheiro .
Decida-se .
O moço pensou e disse : Eu quero os conselhos , e assim o patrão lhe deu os conselhos .
primeiro - não tome atalhos para sua vida pois eles podem te levar a morte .
segundo- não seja curioso para o mau , pois pode ser fatal.
terceiro - não tome decisões no momento de raiva , pois vc pode se arrepender depois .
Depois de lhe dar os conselhos , lhe deu dois pães . e disse este é para come rna viagem e este é para come com sua esposa . e o homem saiu , no caminho viu um atalho e queria seguir ,mas, lembrou do primeiro conselho, e recuou .No outro dia soube que havia um precipicio naquele caminho .
Se estalou em uma pousada para passar a noite , e de madrugada ouviu um barulho , ficou curiso para olhar mas se lembrou do segunado conselho e foi dormir .No outro dia o zelador disse que o filho tem crises de loucura e ataca os hospedes e os mata .
Chegando perto de casa viu a esposa e ficou emocionado mas antes de se aproximar percebeu que ela já não estava mais só mas tinha um homem com ela .
Ele ficou furioso e queria matar os dois , mas lembrou do terceiro conselho .
Resolveu que iria falar com ela, quando bateu a porta , eis que ela o recebe com sorriso no rosto e lagrimas nos olhos .Ele porém furioso lhe disse: vc é uma traidora , como vc me troca por outro eu fui fiél a vc estes anos todos .Ela sem saber de nada lhe disse eu nunca lhe troquei . Ele disse:então quem é aquele homem que vc estava acariciando ontem .Ela disse : É nosso filho pois vc saiu e eu estava grávida , hoje ele tem 20anos . Ele então assentou junto a mesa agradeceu a Deus e pegou o unico pão que sobrou da viagem e quando partiu estava seu salário de 20anos dentro. Medite nisto e ouça os conselhos de Deus.
autor desconhecido
Deus Abençoe á todos...
Yara Dalnei

segunda-feira, 26 de maio de 2014

FÉ, CONFIANÇA E ESPERANÇA

Certa vez, o povo de um vilarejo decidiu se reunir 
no centro do lugar para orar pedindo por chuvas...
Mas apenas um garoto trouxe guarda-chuva.
O nome disso é FÉ.
Quando você joga um bebê de um ano de idade para o alto, ele gargalha
porque sabe que na queda alguém irá segurá-lo.
O nome disso é CONFIANÇA.
A cada noite , antes de dormir , não temos garantia nenhuma
de que estaremos vivos na manhã seguinte, mas, ainda
assim , colocamos o despertador para tocar.
O nome disso é ESPERANÇA.
Autor desconhecido
Por isso nunca perca esperança continue
lutando com confiança , e tenha fé
que o impossivel vai acontecer...
Hoje a palavra é vai acontecer... tudo dará certo...
Apenas creia...
" E Jesus, olhando para eles, disse-lhes:
Aos homens é isso impossivel, mas a Deus tudo é possivel."
Mateus 19.26
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei





domingo, 25 de maio de 2014

TUDO POR TUDO!

Até quando os religiosos vão esperar para descobrir que é impossível a vida de qualidade sem o sacrifício?Quanto tempo mais vão levar para entender que se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, ele fica só; mas, se morrer, produz muito fruto? João 12.24Esta Palavra de Jesus mostra que ninguém terá nova vida sem sacrificar a vida atual.É difícil entender que não se pode chupar cana e assobiar ao mesmo tempo?Que é impossível viver duas vidas ao mesmo tempo?Ou se morre para a porcaria deste mundo, sacrificando as ilusões e fantasias dele e se anda de acordo com os Ensinamentos de Jesus, ou então caia fora!A indefinição é uma praga.A maioria quer Jesus, quer uma nova vida, e não quer ir para o inferno;Ao mesmo tempo, não quer abrir mão do pecado.Quem não sacrificar sua única semente (vida), jamais terá a vida abundante e eterna prometida por Jesus!É assim que funciona a fé!É assim que funciona a profecia!Só funciona para quem é decidido e tem coragem para assumir posição sem preocupação com os outros.É como o Espírito Santo ensina:...profecia não é para os incrédulos, e sim para os que creem. I Coríntios 14.22Creem os decididos! Creem os definidos! Creem os que mergulham nas águas (Palavra) do Espírito Santo!
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

quinta-feira, 22 de maio de 2014

O SÁBIO E O TURISTA

Conta-se que no século passado um turista americano foi à cidade do Cairo, no Egito, com o objetivo de visitar um famoso sábio.
Lá chegando, o turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.
- Onde estão seus móveis? - perguntou o turista.
E o sábio, mais que depressa, perguntou-lhe também:
- E onde estão os seus...?
- Os meus?! - surpreendeu-se o turista - Mas eu estou aqui só de passagem!
- Eu também... - concluiu o sábio.
"A vida na Terra é somente uma passagem. No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente e se esquecem de ser felizes".
Autor Desconhecido
Devemos cuidar da nossa vida eterna... essa
não é passageira...nós não escolhemos para
nascer, mas podemos escolher para onde vamos...
Tenha um dia cheio de vitórias...
Yara Dalnei

quarta-feira, 21 de maio de 2014

MARTELADA

Um navio carregado de ouro, revestido de todo o cuidado e segurança, atravessava o oceano quando, de repente, o motor enguiçou. 
Imediatamente, o comandante mandou chamar o técnico do porto mais próximo.
O técnico chegou de helicóptero e trabalhou durante uma semana, porém sem resultados concretos.
Chamaram então o melhor engenheiro naval do país. O engenheiro trabalhou três dias inteiros, sem descanso, mas nada conseguiu.
O navio continuava enguiçado.
A empresa proprietária do navio mandou, então, buscar o maior especialista do mundo naquele tipo de motor. Ele chegou, olhou detidamente a casa das máquinas, escutou o barulho do vapor, apalpou a tubulação e, abrindo a sua valise, retirou um pequeno martelo. Deu uma martelada em uma válvula vermelha (que estava emperrada) e guardou o martelo de volta na valise.
Mandou ligar o motor e este funcionou perfeitamente na primeira tentativa.
Dias depois, chegaram as contas ao escritório da empresa de navegação.
Por uma semana de trabalho, o técnico cobrou US$ 700.
O engenheiro naval cobrou, por três dias de trabalho, US$ 900.
Já o especialista, por sua vez, cobrou US$10,000.00 pelo serviço.
Atônito com esta última conta, o Diretor Financeiro da empresa enviou um telegrama ao especialista, perguntando: "Como você chegou a esse valor de US$10 mil por cerca de 1 minuto de trabalho e uma única martelada?"
O especialista, então, enviou as seguintes especificações, no cálculo dos seus honorários profissionais à empresa :
Por dar uma martelada .......................................... US$ 1
Por saber exatamente onde bater com o martelo ....... US$ 9.999
O que vale, na prática, não é dar a martelada, mas saber onde bater com o martelo. A martelada você pode até delegar para outro...".
Pense nisso. Quanto realmente vale um profissional que sabe exatamente onde bater com o martelo?
Autor Desconhecido
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

CREIA


OS PERIGOS DE ANDAR SEM RUMO


Certa vez um Cavalo-Marinho pegou suas economias e saiu em busca de fortuna. Não havia andado muito, quando encontrou uma Águia, que lhe disse:
- "Bom amigo. Para onde vais?"
- "Vou em busca de fortuna", respondeu o Cavalo-Marinho, com muito orgulho.
- "Estás com sorte", disse a Águia. "Pela metade do seu dinheiro, deixo que leve esta asa, para que possas chegar mais rápido".
- "Que bom!", disse o Cavalo-Marinho. Pagou-lhe, colocou a asa e saiu como um raio. Logo encontrou uma Esponja, que lhe disse:
- "Bom amigo. Para onde vais com tanta pressa?"
- "Vou em busca de fortuna" respondeu o Cavalo-Marinho.
- "Estás com sorte", disse a Esponja. "Vendo-lhe este meu propulsor por muito pouco dinheiro, para que chegues mais rápido".
Foi assim que o Cavalo-Marinho pagou o resto de seu dinheiro pelo propulsor e sulcou os mares com velocidade quintuplicada. De repente, encontrou um Tubarão, que lhe disse:
- "Para onde vais, meu bom amigo?"
- "Vou em busca de fortuna", respondeu o Cavalo-Marinho.
- "Estás com sorte. Se tomares este atalho", disse o Tubarão, apontando para sua imensa boca, "ganharás muito tempo".
- "Está bem, eu lhe agradeço muito", disse o Cavalo-Marinho, e se lançou ao interior do Tubarão, sendo devorado. 
Autor Desconhecido
Que Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

terça-feira, 20 de maio de 2014

INOCENTE OU CULPADO

Conta uma lenda, que na Idade Média, um religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher. Na verdade, o autor do crime era uma pessoa influente do reino e, por isso, desde o primeiro momento se procurou um bode expiatório, para acobertar o verdadeiro assassino.
O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado: a forca. Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta história.
O juiz, que também estava combinado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado para que provasse sua inocência. Disse o juiz:
- Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor: vou escrever em um papel a palavra INOCENTE e em outro a palavra CULPADO. Você pegará um dos papéis e aquele que você escolher será o seu veredicto.
Sem que o acusado percebesse, o juiz preparou os dois papéis com a palavra CULPADO, fazendo assim, com que não houvesse alternativa para o homem. O juiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um. O homem, pressentindo a armação, fingiu se concentrar por alguns segundos a fim de fazer a escolha certa, aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou-o na boca e engoliu. Os presentes reagiram surpresos e indignados com tal atitude. E o homem, mais uma vez demonstrando confiança, disse:
- Agora basta olhar o papel que se encontra sobre a mesa e saberemos que engoli aquele em que estava escrito o contrário
Autor Desconhecido
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

DEUS


segunda-feira, 19 de maio de 2014

UM TUBARÃO NO SEU TANQUE

Os japoneses sempre adoraram peixe fresco. Porém as águas perto do Japão não produzem muitos peixes há décadas. Assim, para alimentar a sua população, os japoneses aumentaram o tamanho dos navios pesqueiros e começaram a pescar mais longe do que nunca. Quanto mais longe os pescadores iam, mais tempo levava para o peixe chegar. Se a viagem de volta levasse mais do que alguns dias, o peixe já não era mais fresco.
E os japoneses não gostaram do gosto destes peixes. Para resolver este problema as empresas de pesca instalaram congeladores em seus barcos. Eles pescavam e congelavam os peixes em alto-mar. Os congeladores permitiram que os pesqueiros fossem mais longe e ficassem em alto mar por muito mais tempo. Entretanto, os japoneses conseguiram notar a diferença entre peixe fresco e peixe congelado, e é claro, eles não gostaram do peixe congelado.
Entretanto, o peixe congelado tornou os preços mais baixos. Então as empresas de pesca instalaram tanques de peixe nos navios pesqueiros. Eles podiam pescar e enfiar esses peixes nos tanques, "como sardinhas". Depois de certo tempo, pela falta de espaço, eles paravam de se debater e não se moviam mais. Eles chegavam cansados e abatidos, porém, vivos.
Infelizmente, os japoneses ainda podiam notar a diferença do gosto. Por não se mexerem por dias, os peixes perdiam o gosto de frescor. Os japoneses preferiam o gosto de peixe fresco e não o gosto de peixe apático. Então, como os japoneses resolveram este problema? Como eles conseguiram trazer ao Japão peixes com gosto de puro frescor?
Se você estivesse dando consultoria para a empresa de pesca, o que você recomendaria?
Quando as pessoas atingem seus objetivos tais como, quando encontram um namorado maravilhoso, começam com sucesso numa empresa nova, pagam todas suas dívidas ou o que quer que seja, elas podem perder as suas paixões . Elas podem começar a pensar que não precisam mais trabalhar tanto, então relaxam. Elas passam pelo mesmo problema que os ganhadores de loteria que gastam todo seu dinheiro, o mesmo problema de herdeiros que nunca crescem e de donas de casa, entediadas, que ficam dependentes de remédios de tarja preta.
Para esses problemas, inclusive no caso dos peixes dos japoneses, a solução é bem simples. L. Ron Hubbard observou no começo dos anos 50. "O homem progride, estranhamente, somente perante a um ambiente desafiador".
Quanto mais inteligente, persistente e competitivo você é, mais você gosta de um bom problema. Se seus desafios estão de um tamanho correto e você consegue, passo a passo, conquistar esses desafios, você fica muito feliz. Você pensa em seus desafios e se sente com mais energia. Você fica excitado em tentar novas soluções. Você se diverte. Você fica vivo!
Para conservar o gosto de peixe fresco, as empresas de pesca japonesas ainda colocam os peixes dentro de tanques. Mas, eles também adicionam um pequeno tubarão em cada tanque. O tubarão come alguns peixes, mas a maioria dos peixes chega "muito vivo". Os peixes são desafiados.
Portanto, ao invés de evitar desafios, pule dentro deles. Massacre-os. Curta o jogo. Se seus desafios são muito grandes e numerosos, não desista. Se reorganize! Busque mais determinação, mais conhecimento e mais ajuda.
Se você alcançou seus objetivos, coloque objetivos maiores. Uma vez que suas necessidades pessoais ou familiares forem atingidas, vá de encontro aos objetivos do seu grupo, da sociedade e até mesmo da humanidade. Crie seu sucesso pessoal e não se acomode nele.
Você tem recursos, habilidades e destrezas para fazer diferença.
"Então, ponha um tubarão no seu tanque e veja quão longe você realmente pode chegar."
Extraído de: MBA Pittsburgh University
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

domingo, 18 de maio de 2014

SUPERANDO DESAFIOS

Um milionário promove uma festa em uma de suas mansões e em determinado momento, pede que a música pare e diz, olhando para a piscina onde cria crocodilos australianos:
- Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará todos os meus carros. Alguém se habilita?
Espantados, os convidados permanecem em silêncio e o milionário insiste:
- Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará meus carros e meus aviões. Alguém se habilita?
O silêncio impera e, mais uma vez, ele oferece:
- Quem pular na piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará todos os meus carros, meus aviões e minhas mansões.
Neste momento, alguém salta na piscina.
A cena é impressionante. Luta intensa, o destemido se defende como pode, segura a boca dos crocodilos com pés e mãos, torce o rabo deles. Nossa!!! Muita violência, muita emoção. Parecia filme do “Crocodilo Dundee!” Após alguns minutos de terror e pânico, sai o corajoso homem, cheio de arranhões, hematomas e quase despido.
O milionário se aproxima, parabenizá-o e pergunta:
- Onde deseja seja lhe entregue os carros?
- Obrigado, mas não quero seus carros. Estou bem com o que tenho.
Surpreso, o milionário pergunta:
- E os aviões, onde quer que lhe entregue?
- Obrigado, mas não quero seus aviões. Aliás, tenho pânico de altura!
Estranhando a reação do homem, o milionário pergunta:
- E as mansões?
- Eu tenho uma bela casa, não preciso das suas. Pode ficar com elas. Não quero nada que é seu.
Impressionado, o milionário pergunta:
- Mas se você não quer nada do que ofereci, o que quer então?
- Apenas encontrar o imbecil que me empurrou na piscina!!!
Moral da Estória: Somos capazes de realizar muitas coisas por nós mesmos, que sequer julgamos capazes. Às vezes, precisamos apenas de um empurrãozinho...
Autor Desconhecido
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei


EXPLICAR Á DEUS


sexta-feira, 16 de maio de 2014

COMO TEMPERAR O AÇO

Lynell Waterman conta a história do ferreiro que, depois de uma juventude cheia de excessos, decidiu entregar sua alma a Deus. Durante muitos anos, trabalhou com afinco, praticou a caridade, mas apesar de toda a sua dedicação nada parecia dar certo na sua vida. Muito pelo contrário; seus problemas e dívidas se acumulavam cada vez mais.
Uma bela tarde, um amigo que o visitava - e que se compadecia de sua situação difícil - comentou: "É realmente muito estranho que, justamente depois que você resolveu se tornar um homem temente a Deus, sua vida começou a piorar. Eu não desejo enfraquecer sua fé, mas, apesar de toda sua crença no mundo espiritual, nada tem melhorado".
O ferreiro não respondeu imediatamente. Ele já havia pensado nisso muitas vezes, sem entender o que acontecia em sua vida.
Eis o que disse o ferreiro: "Eu recebo nesta oficina o aço ainda não trabalhado e preciso transformá-lo em espada. Você sabe como é feito? Primeiro, eu aqueço a chapa de aço num calor infernal, até que ela fique vermelha. Em seguida, sem qualquer piedade, eu pego o martelo mais pesado e aplico vários golpes até que a peça adquira a forma desejada. Logo ela é mergulhada num balde de água fria, e a oficina inteira se enche com o barulho do vapor, enquanto a peça estala e grita por causa da súbita mudança de temperatura. Tenho que repetir esse processo até conseguir a espada perfeita: uma vez apenas não é suficiente".
O ferreiro deu uma longa pausa e continuou: "Às vezes, o aço chega até minhas mãos e não consegue agüentar esse tratamento. O calor, as marteladas e a água fria termina por enchê-lo de rachaduras. E eu sei que jamais se transformará numa boa lâmina de espada. Então, eu simplesmente o coloco no monte de ferro-velho que você viu na entrada de minha ferraria".
Mais uma pausa e o ferreiro concluiu: "Sei que Deus está me colocando no fogo das aflições. Tenho aceito as marteladas que a vida me dá, e às vezes sinto-me tão frio e insensível como a água que faz sofrer o aço. Mas a única coisa que peço é: "Meu Deus, não desista até que eu consiga tomar a forma que o Senhor espera de mim. Tente da maneira que achar melhor, pelo tempo que quiser, mas jamais me coloque no monte de ferro-velho das almas".
Autor: Lynell Waterman
Somos uma pedra bruta nas mãos de Deus ...
Ele nos lapida cada dia...devemos confiar
e tomar posse nas  suas promessas...
Hoje a palavra é:
"E tudo o que vocês fizerem ou disserem, façam em 
nome do Senhor Jesus e por meio dele
agradeçam a Deus o Pai". Col 3.17
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

quinta-feira, 15 de maio de 2014

A TIGELA DE MADEIRA

Um senhor de idade foi morar com seu filho, nora e o netinho de quatro anos de idade.
As mãos do velho eram trêmulas, sua visão embaçada e seus passos vacilantes.
A família comia reunida à mesa. Mas, as mãos trêmulas e a visão falha do avô o atrapalhavam no momento da refeição. Ervilhas rolavam de sua colher e caíam no chão. Quando pegava o copo, leite era derramado na toalha da mesa. O filho e a nora irritaram-se com a bagunça.
"Precisamos tomar uma providência com respeito ao papai", disse o filho.
"Já tivemos suficiente leite derramado, barulho de gente comendo com a boca aberta e comida pelo chão."
Então, eles decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da cozinha. Ali, o avô comia sozinho enquanto o restante da família fazia as refeições à mesa, com satisfação.
Desde que o velho quebrara um ou dois pratos, sua comida agora era servida numa tigela de madeira. Quando a família olhava para o avô sentado ali sozinho, às vezes ele tinha lágrimas em seus olhos. Mesmo assim, as únicas palavras que lhe diziam eram admoestações ásperas quando ele deixava um talher ou comida cair ao chão.
O menino de 4 anos de idade assistia a tudo em silêncio.
Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que o filho pequeno estava no chão, manuseando pedaços de madeira. Ele perguntou delicadamente à criança:
"O que você está fazendo?"
O menino respondeu docemente:
"Oh, estou fazendo uma tigela para você e mamãe comerem, quando eu crescer."
O garoto de quatro anos de idade sorriu e voltou ao trabalho.
Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que eles ficaram mudos. Então lágrimas começaram a escorrer de seus olhos. Embora ninguém tivesse falado nada, ambos sabiam o que precisava ser feito.
Naquela noite, o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa da família. Dali para frente e até o final de seus dias ele comeu todas as refeições com a família. E, por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais quando um garfo caía, leite era derramado ou a toalha da mesa sujava.
De uma forma positiva, aprendi que não importa o que aconteça, ou quão ruim pareça o dia de hoje. A vida continua, e amanhã será melhor.
Aprendi que se pode conhecer bem uma pessoa, pela forma como ela lida com três coisas: um dia chuvoso, uma bagagem perdida e os fios das luzes de uma árvore de natal que se embaraçaram.
Aprendi que não importa o tipo de relacionamento que tenha com seus pais, você sentirá falta deles quando partirem.
Aprendi que "saber ganhar" a vida não é a mesma coisa que "saber viver".
Aprendi que a vida às vezes nos dá uma segunda chance e que viver não é só receber, mas também dar.
Aprendi que se você procurar a felicidade, vai se iludir. Mas, se focalizar a atenção na família, nos amigos, nas necessidades dos outros, no trabalho e procurar fazer o melhor, a felicidade vai encontrá-lo.
Aprendi que sempre que decido algo com o coração aberto, geralmente acerto. E que quando sinto dores, não preciso ser uma dor para outros.
Aprendi que diariamente preciso alcançar e tocar alguém. As pessoas gostam de um toque humano, receber um abraço afetuoso, ou simplesmente um tapinha amigável nas costas.
Aprendi que ainda tenho muito que aprender.
E aprendi que as pessoas se esquecerão do que você disse, esquecerão o que você fez, mas nunca esquecerão como você as tratou.
Autor Desconhecido
Hoje a palavra é dê seu melhor mesmo se for
um abraço , mas dê...
Foi isso que o Senhor Jesus fez... abraçou o
mundo e levou todas as nossas iniquidades...
Viva um dia por vez... Hoje é especial..
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

terça-feira, 13 de maio de 2014

SÁBIO EO BARQUEIRO

Um sábio atravessava de barco um rio e, conversando com o 
barqueiro, perguntou :
- Diga-me uma coisa : você sabe botânica ?
O barqueiro olhou para o sábio e respondeu :
- Não senhor. Não sei que história é essa.
- Você não sabe botânica ? A ciência que estuda as plantas ? Que 
pena ! Você perdeu parte de sua vida. 
O barqueiro continua remando. Pergunta novamente o sábio :
- Diga-me uma coisa : você sabe astronomia ?
O coitado do caiçara [1] coçou a cabeça e disse :
- Não senhor, não sei o que é astronomia.
- Astronomia é a ciência que estuda os astros, o espaço, as 
estrelas. Que pena ! Você perdeu parte da sua vida.
E assim foi perguntando a respeito de cada ciência : astrologia, 
física, química, e de nada o barqueiro sabia. E o sábio sempre 
terminava com seu refrão : "Que pena ! Você perdeu parte da sua 
vida". 
De repente, o barco bateu contra uma pedra, rompeu-se e 
começou a afundar. O barqueiro perguntou ao sábio :
- O senhor sabe nadar ?
- Não, não sei.
- Que pena, o senhor perdeu a sua vida TODA !
autor desconhecido
Nem todo conhecimento o leva para a SALVAÇÃO...
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei

VENCEDOR


segunda-feira, 12 de maio de 2014

VOCÊ


FAÇA DIFERENÇA


Era uma vez um escritor, que morava numa praia tranqüila, junto a uma colônia de pescadores.
Todas as manhãs ele passeava à beira-mar para se inspirar e, à tarde, colocava-se a escrever.
Um dia, enquanto caminhava pela praia, viu a silhueta de alguém que parecia dançar.
Quando chegou mais perto, observou um jovem pegando as estrelas-do-mar da areia, uma a uma, jogando-as de volta ao oceano.
- Por quê você está fazendo isto? -, perguntou-lhe o escritor.
- Você não vê? -, respondeu o jovem. - A maré está baixa e o sol está brilhando. Elas vão secar ao sol e morrer se ficarem aqui na praia.
- Mas meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo afora e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pelas suas areias. Você joga umas poucas de volta ao mar. Que diferença faz?
A maioria vai perecer de qualquer maneira...
O jovem pegou mais uma estrela na areia, atirando-a de volta ao mar. Depois olhou para o escritor e lhe disse:
- Para essa, eu fiz a diferença!
Naquela tarde, o escritor não conseguiu escrever. Quando a noite caiu, também não conseguiu dormir.
Na manhã seguinte, o escritor voltou à praia e junto com o jovem começou a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano.
Melhore o mundo. Faça a diferença!
Autor: Joel Barker
Deus abençoe á todos...
Yara Dalnei